Venda de cerveja artesanal dos EUA no Brasil aumenta 150% em um ano

Data: 14/06/2013
Fonte: O Globo Online / Online


Fonte: O Globo Online / Online

Data: 14/06/2013

 

Cervejas artesanais dos EUA representam apenas 1,03% dos 44,6 milhões de litros de cerveja importados pelo Brasil no ano passado Eduardo Maia / Agência O Globo

 

RIO - O Tio Sam pode estar querendo conhecer a nossa batucada, como diz o samba-exaltação de Assis Valente, mas quer também trazer sua cervejinha para acompanhar a festa. E não é qualquer cerveja: são as "craft beers", de fabricação artesanal, cuja presença está invadindo o mercado brasileiro especializado na bebida, depois de sucessivas ondas de belgas e alemãs. As exportações de cervejas deste tipo dos Estados Unidos, segundo dados da Associação Americana de Cervejeiros (BA, na sigla em inglês) cresceram 150%, passando de 215 mil litros (1,8 mil barris) em 2011 para 539,8 mil litros (4,6 mil barris) em 2012.

O número representa, porém, apenas 1,03% dos 44,6 milhões de litros de cerveja importados pelo Brasil no ano passado, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, e 0,03% dos 1,5 bilhão de litros produzidos pelas pequenas e médias empresas nos EUA. Para garantir que os números deste ano sejam melhores, uma comitiva de integrantes da BA vai desembarcar em São Paulo para participar da Brasil Brau , maior feira do setor cervejeiro no país, de 25 a 27 de junho. Eles farão palestras sobre o mercado americano, exportação e ações sustentáveis, além de degustações, no evento.

A Associação de Cervejeiros dos EUA classifica como artesanais as que produzem abaixo de 6 milhões de litros por mês e são independentes, ou seja, não têm ligações com as grandes indústrias. No ano passado, elas representaram 6,5% do volume total de cervejas nos Estados Unidos e 10,2% do faturamento. Atualmente, dez cervejarias artesanais americanas relatam ter vendas para o Brasil, explica o diretor de Operações da BA, Eric Rosenberg, que representa o Programa de Apoio à Exportação que a associação mantém em parceria com o Departamento de Agricultura dos EUA.

- Algumas cervejarias estão tendo sucesso com as exportações para o Brasil e isto está atraindo o interesse de outras cervejarias dos Estados Unidos. Acho que o interesse neste comércio com o Brasil vai continuar crescendo - diz ele.

Esforço recompensado

A onda começou em 2009, quando representantes da BA vieram ao Brasil e encomendaram um amplo estudo sobre o mercado local de cervejas artesanais e "premium" - designação adotada pela indústria para as cervejas de estilos e ingredientes diferenciados. Os resultados não foram muito animadores, mas eles voltaram nos dois anos seguintes, com munição na bagagem. Trouxeram amostras, contataram especialistas em gastronomia, fizeram apresentações e jantares harmonizados para convencer os potenciais compradores.

O esforço foi recompensado e alguns contratos foram fechados. Desta vez, eles trouxeram na bagagem rótulos das cervejarias Alameda, Caldera, Cisco Brewers, Choc Beer, Epic, Lagunitas, Lakefront, Oskar Blues, Rogue, Stone, Uinita, Sierra Nevada e Odell. poderão ser conhecidos no estande da importadora paulista Tarantino Multibeer, que traz regularmente para o Brasil rótulos de três americanas: Anderson Valley, Founders e Rogue.

A realidade de impostos elevados detectada no estudo do mercado não mudou, diz Rosenberg, mas algumas mudanças fundamentais ocorreram na ár

Leia também

» Publicação gaúcha é vencedora em Feira de Tecnologia em Cerveja » Balanço final aponta que Brasil Brau cresceu 31% em 2017 » MEIO FILTRANTE - Feira Internacional de Tecnologia em Cerveja Brasil Brau cresce 31% em 2017
Informações & Vendas:
+55 11 5067 6792
brasilbrau@brasilbrau.com.br
Endereço:
Rua Salvador Allende, 6.555
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro, RJ